Para você que pretende abrir um e-commerce, é importante estar ciente que a operação deste modelo de negócio pode não ser tão mais simples quanto parece num primeiro momento, exigindo tanta dedicação quanto a abertura de uma loja física.

Ter conhecimento sobre os aprendizados de outros empreendedores já experientes é uma excelente forma de iniciar sua loja virtual. Por isso, reunimos alguns tópicos importantes que devem ser considerados neste momento, tendo como base nossa experiência no mercado, para que você esteja ciente dos desafios que virão pela frente e tome decisões mais conscientes e acertadas para o negócio!

O processo logístico nem sempre é linear: esteja preparado

Uma das etapas mais importantes e desafiadoras ao abrir um e-commerce é, certamente, a etapa logística. Além de ser a parte que gera maior expectativa ao consumidor final, por se tratar do recebimento do item desejado, é também uma das que mais geram dores de cabeça aos empreendedores virtuais.

Por se tratar de um processo terceirizado, atrasos na entrega e até mesmo extravios podem ocorrer com maior frequência que o esperado. Ter um plano de ação para lidar com estes imprevistos é indispensável para garantir a satisfação de seus clientes e evitar que você ou sua equipe tenham aborrecimentos desnecessários.

Garantir sempre um item em estoque para um novo envio mais rápido, fornecedores homologados e de segurança, políticas claras de compra, devoluções e manter o seu consumidor informado sobre a evolução de cada etapa do processo de entrega são algumas das medidas indicadas para poupar que seus ânimos se exaltem e que seus consumidores se frustrem.

O cliente tem sempre razão, mas nem sempre é legal

Ao se dedicar a abrir um e-commerce, você irá se deparar com muita informação sobre a necessidade de colocar o cliente no centro das decisões de negócio. Este é um direcionamento muito importante e válido, de fato. Contudo, o que não é compartilhado é que, apesar de todo o esforço em satisfazê-lo, nem sempre o reconhecimento é equivalente.

Preço, produto, entrega, prazos, políticas, logística… São vários detalhes que englobam a experiência de compra. Não necessariamente todos eles estarão alinhados às expectativas de seus clientes e, infelizmente, não há como prever reações.

Dê o seu melhor, otimize processos constantemente com os feedbacks recebidos e não se abale. Os desafios são diários e as conquistas também!

social commerce

Layout não é detalhe – e influencia diretamente nas suas vendas

A escolha do fornecedor de sua loja virtual é tão importante quanto suas decisões sobre fornecedores de produtos que serão vendidos ao abrir um e-commerce. O layout da vitrine e de suas páginas de produto podem ser decisivas para incentivar a conclusão das compras, e não tê-las adequadamente preparadas para uma boa experiência ao consumidor final pode levar ao abandono do carrinho!

Ter menos etapas de cliques, um layout claro, focado em funcionalidades que ajudem na decisão de compras, espaços para inclusão de informações, opções de fotos em detalhes, depoimentos e recomendações de produtos complementares faz toda a diferença!

Não negligencie a segurança ao abrir um e-commerce: fraudes acontecem a todo momento

Ao abrir um e-commerce, é comum a alguns empreendedores querer aguardar algumas etapas para investir em certos itens que possam onerar a operação ainda não consistente em um negócio inicial. Contudo, é preciso escolher com sabedoria quais serão os investimentos adiados – e, definitivamente, a segurança não deve em hipótese alguma ser um deles.

Infelizmente, golpes e fraudes ocorrem a todo momento, com empresas em diferentes estágios e de diferentes tamanhos. Se enganam os pequenos empreendedores que acham o fato de ser pequenos uma justificativa plausível para não se atentar às questões de segurança. Afinal, é sabido por criminosos digitais que são justamente este perfil de empresa que falham na verificação de atributos propiciando mais sucesso em suas ações.

Além disso, é válido lembrar que cuidar da segurança de sua loja virtual pode favorece-lo diante a um concorrente. Por isso, buscar por certificações e selos de validação de segurança, ter um getway de pagamentos confiável, contar com protocolos de segurança SSl/HTTP, utilizar scanners de vulnerabilidade com certa frequência, dentre outras medidas, são indispensáveis desde o primeiro dia de seu empreendimento.

O óbvio não existe e as pessoas têm preguiça de ler

Você desenvolverá políticas de compra, uso de dados, troca, dentre outros. Explicitará valores, incluirá informações em detalhes e todas as demais boas práticas recomendadas para abrir um e-commerce. Parabéns, mas saiba desde já que não serão suficientes!

As pessoas ignoram grande parte das informações disponibilizadas, mesmo com recursos avançados de experiência do usuário, design de interação, etc. Não existe óbvio – e essa máxima deve ser levada para a sua vida, profissional e pessoal.

Você não deve deixar de fazê-los – não é sobre isso que estamos falando. Contudo, deve evitar aborrecimentos criando FAQs e utilizando de recursos tecnológicos que auxiliem, em alguns casos, a replicar a informação de forma escalável e que não consuma muito do seu tempo ou de sua equipe.

Quem não é visto não é falado – tampouco comprado

Uma das grandes vantagens do marketing digital é a possibilidade de obter retorno mesmo com pouco investimento. Cursos e diversos materiais também estão disponíveis gratuitamente na web, favorecendo os donos das pequenas lojas virtuais em suas ações, promoções e, claro, vendas.

Contudo, devido a esta facilidade, muitos empreendedores acreditam não precisar contar com auxílio especializado ao abrir um e-commerce – o que não é um erro, com ressalvas. Sim, você pode assumir todas as responsabilidades de promoção e divulgação do seu negócio. Contudo, é preciso levar em consideração não apenas os esforços necessários para alavancar o seu negócio, mas também as demais funções que você acumulará estando na linha de frente.

Finanças, logística, compras e suprimentos, decisões estratégicas… São diversas as atividades que você precisará realizar. O marketing é apenas uma delas e é tão importante quanto as demais. Afinal, quem não é visto, não é falado, conhecido, comprado, indicado, lembrado etc.

Por isso, antes de tomar decisões a respeito das responsabilidades, analise claramente todas as funções que estarão sob sua responsabilidade e analise, com calma, quais delas você tem mais habilidade para tocar. Isso responderá a dúvida sobre terceirizar a divulgação de sua loja.

Selecionamos aqui apenas seis dos diversos pontos de atenção necessários de análise antes de abrir um e-commerce. Contudo, à medida que sua loja cresce, outros desafios surgirão e é importante que você também esteja ciente disso.

A dica é que você tenha, desde a abertura de sua loja – ou até um pouco antes -, o apoio de tecnologias de gestão que integrem todas as áreas do negócio, como um software ERP. Com isso você poderá acompanhar o impacto de cada decisão em seu negócio e, assim, garantir que cada novo passo dado será rumo ao crescimento de sua loja virtual!

Também recomendamos para você!

social commerce

[gs-fb-comments]