Clientes difíceis: 4 dicas para lidar com eles

Clientes difíceis: 4 dicas para lidar com eles

Se você ganha a vida vendendo algo – seja um produto, serviço, ideia inovadora ou até ações de sua empresa – você tem de encarar clientes difíceis de tempos em tempos. É um fato. São aqueles seres que criticam você e sua empresa de forma desmedida, dão trabalho na hora de pagar, fazem ameaças por pouca coisa, chantageiam ou ficam achando problema nos mínimos detalhes. Apesar de não ser fácil, faz parte de ser um bom vendedor encará-los de frente e com profissionalismo. Aqui vão dicas valiosas de como fazer isso:   1. Evite reagir e meça suas palavras: Muitas vezes, quando o cliente começa a pressionar você, principalmente com acusações e palavras duras, é natural ter vontade de revidar. Mostrar ao outro quão errado ele está. Cuidado! Essa estratégia pode sair pela culatra. Pode aumentar o calor da discussão e colocar vocês dois em posições antagônicas. Busque manter a calma respirando fundo e não levando para o lado pessoal. Preste atenção a seu próprio tom de voz para garantir que você não está falando mais alto por se sentir provocado. Deixe o cliente terminar de falar e coloque-se de forma profissional: com calma e mostrando domínio da situação.   2. Use a abuse da 1ª pessoa: É comum quando não estamos de acordo com algo começar a apontar dedos: mostrar como, quando ou onde o outro errou. Isto se dá com frases que começam com “você isto, você aquilo” e geralmente dificulta um bom entendimento entre as partes. Se seu objetivo é resolver a situação e gerar algum nível de concordância, o ideal é usar a 1ª pessoa,...
Marketing Digital para Micro e Pequenas Empresas

Marketing Digital para Micro e Pequenas Empresas

A mudança de comportamento dos consumidores em relação as mídias sociais, lojas virtuais e a internet em geral transformou também a sua relação com as empresas, marcas e produtos. Levando-se em consideração essa mudança no perfil, temos que pensar também em como as empresas devem se posicionar no mercado afim de criar um vínculo com o seu público. Para você aproveitar as oportunidades criadas pelo amplo acesso à internet, fidelizar seus clientes e atrair novos, deve iniciar um planejamento em marketing digital. Mas afinal, o que é Marketing Digital? Marketing digital é um conjunto de estratégias de marketing e publicidade que são aplicadas na internet. Essas estratégias levam em consideração o comportamento do seu consumidor quando está online. A sua diferença para o marketing tradicional é a utilização de diferentes canais online e métodos que permitem a análise dos resultados em tempo real. Pensando em auxiliar você a utilizar o marketing digital para impulsionar seu negócio, separamos alguns pontos que devem conter em um planejamento digital: Objetivo É importante, antes de qualquer coisa, ter um objetivo definido. O que você pretende fazer com a utilização de redes estará diretamente ligada as ações que você irá desenvolver posteriormente. Você pretende aumentar as vendas? Criar um relacionamento com o público? Melhorar sua imagem? Tenha sempre em mente seu objetivo antes de qualquer ação. Público-alvo Antes de começar a agir, você precisa conhecer seu público-alvo: onde ele está, quais suas preferencias, qual a linguagem que ele compreende. Assim você não corre o risco de criar ruídos na comunicação e terá um resultado mais efetivo. Meios Após conhecer seu público, você deve escolher...
NF-e x NFC-e: você sabe a diferença?

NF-e x NFC-e: você sabe a diferença?

Se você está entrando no mundo dos negócios, conhecer bem todos os documentos fiscais é fundamental para sua empresa não ter problemas com o Fisco. Principalmente a NF-e e NFC-e podem confundir um pouco no começo em função das siglas. Por isso, separamos as principais diferenças entre elas para que você não tenha mais dúvidas. Confira:   NF-e (Nota Fiscal Eletrônica) A NF-e, sigla para Nota Fiscal Eletrônica, é emitida e armazenada de maneira eletrônica e sua função é oficializar as operações de circulação de mercadorias. Por exemplo, se você comprar um produto do seu fornecedor para revender depois, junto com a mercadoria você receberá uma NF-e para oficializar essa transação. A validade jurídica desse documento é feita pela assinatura digital. Ou seja, você precisa ter um Certificado Digital, que você consegue através de uma Autoridade Certificadora (AC). Existem várias no país, como o Serasa, por exemplo. Para encontrar, basta fazer uma breve busca na Internet para ver qual lhe interessa mais. A Nota Fiscal Eletrônica contém informações precisas sobre seus clientes e fornecedores. Além disso, é representada por um arquivo XML e identificada unicamente pela Chave de Acesso – um número que possui 44 dígitos. A emissão da Nota Fiscal na venda de um produto ou serviço é obrigatória, seja para transações realizadas fisicamente ou para aquelas feitas por meio eletrônico (na sua loja virtual, por exemplo). Para obter mais informações, você deve consultar a Secretaria da Fazenda – SEFAZ do seu estado. A NF-e é apresentada da seguinte forma:                                   NFC-e (Nota Fiscal do Consumidor...
Estoque: 7 dicas para manter o seu em dia

Estoque: 7 dicas para manter o seu em dia

A má gestão de estoque, independentemente do tamanho da sua empresa, é um problema que pode levar você à falência. Para os pequenos empreendedores, a dificuldade é ainda maior, já que muitas vezes não se tem a mão-de-obra suficiente para ajudá-los nesse trabalho. Uma coisa é fato: um estoque bem organizado é uma das formas de manter clientes fiéis, pois, assim, é possível cumprir prazos de entrega, não ficar sem produtos, entre outros fatores. Para manter o seu estoque sempre dia, siga as dicas que preparamos para você:   1) Controle e registre entradas e saídas É importante saber quantos produtos tem em casa e mensurar como anda a busca por cada um deles. Isso evita que você perca a venda por falta de estoque ou adquira muitos itens que não têm saída.   2) Atenção para produtos perecíveis Itens com prazo de validade merecem uma atenção a mais. Tome cuidado para não abarrotar seu estoque com esses produtos sem ter certeza que a saída deles é boa. Compre apenas o que sabe que vai vender no prazo de tempo estipulado para não perder dinheiro e nem levar multas com produtos vencidos.   3) Mantenha a organização física do seu estoque Para garantir que a mercadoria que você deseja seja facilmente encontrada no seu estoque, mantenha locais específicos para cada produto e identifique-os. Além de facilitar na hora da separação, inibe furtos e facilita quando for realizar inventários.   4) Calcule a previsão da demanda Com o controle de entrada e saídas de seu estoque, faça uma estimativa de demanda de cada produto. Assim não corre o risco de...
NFC-e: conheça os estados que utilizam

NFC-e: conheça os estados que utilizam

O projeto da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e), que tem como objetivo substituir o Cupom Fiscal, avança nos estados brasileiros.Os estados se encontram divididos em diversas fases, como divulgação, legislação, piloto, homologação, voluntária e obrigatória, além dos que ainda não possuem calendário de obrigatoriedade. Saiba como está o calendário da NFC-e nos estados brasileiros:   Acre O Decreto nº 6.596 de 08/11/2013 acrescentado do RICMS-AC 01/07/2014 – Para os contribuintes relacionados no Anexo Único deste Decreto. 01/09/2014 – Para os contribuintes em início de atividade. 01/12/2014 – Para os demais contribuintes, exceto os optantes pelo Simples Nacional. 01/04/2015 – Para todos os contribuintes inclusive os optantes pelo Simples Nacional.   Alagoas O Decreto nº 43.606/2015 01/10/2016 para empresas com receita bruta superior a R$ 15.000.000 anual; 01/04/2017 para empresas com receita bruta superior a R$ 7.200.000 anual; 01/10/2017 para empresas com receita bruta superior a R$ 3.600.000 anual; 01/04/2018 para empresas com receita bruta superior a R$ 360.000 anual; 01/10/2018 para empresas com receita bruta superior a R$ 120.000 anual.   Amapá Janeiro 2018 empresas com equipamentos ECF autorizados até 31/12/2014.   Amazonas O Decreto nº 34.459/2014 e a Resolução GSEFAZ. nº 0022/2013 01/03/2014 – Contribuintes relacionados no Anexo Único da Resolução. 01/06/2014 – Contribuintes em início de atividade. 01/09/2014 – Demais contribuintes, exceto Simples Nacional. 01/01/2015 – Contribuintes do Simples Nacional.   Bahia Decreto nº 13.780/12 Adesão 01/07/2016 – Estão obrigados a emitir NFC-e contribuintes com faturamento no ano de 2015 superior a R$ 3.600,00, indicados em relação publicada em www.sefaz.ba.gov.br. Será considerada cumprida esta obrigação quando: Contribuintes com mais de um estabelecimento: pelos menos um deles emitir unicamente NFC-e, devendo este ser informado...
Troca de mercadorias no varejo: como funciona?

Troca de mercadorias no varejo: como funciona?

As regras sobre a troca de mercadorias no varejo ainda são muito confusas para os lojistas. Alguns não tem certeza se precisam efetuar a troca da mercadoria quando ela não serviu no cliente. Outros não sabem exatamente o que fazer quando o consumidor diz ter mudado de ideia (e quer trocar o produto por outro) ou encontrou um defeito de fabricação. Pensando em facilitar o seu dia a dia, escrevemos esse post com o objetivo de tirar as principais dúvidas sobre trocas de mercadorias.   Quando sou obrigado a trocar a mercadoria? De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, as trocas são obrigatórias aos lojistas quando ocorre caso de defeito do produto. Nesse caso o próprio lojista é quem deve proceder com a troca por outro produto ou devolver o dinheiro. O prazo para solucionar o problema é de 30 dias da data da reclamação, porém o consumidor tem o prazo de até 90 dias da compra para reclamar.   Posso efetuar a troca de mercadoria mesmo sem defeito? Alguns lojistas optam por aceitar trocas sem defeitos por gentileza e para manter a fidelidade de seus clientes. Porém eles podem determinar prazo como preferirem. Não esqueça: as informações precisam sempre estar bem claras para os seus clientes.   Como funciona o arrependimento de compra? Quando a compra é feita fora do estabelecimento, como pela Internet, telefone e reembolso postal, pode haver o chamado arrependimento de compra. Dessa forma, o consumidor tem o prazo de 7 dias a contar da data da assinatura do contratado ou ato do recebimento do produto para exercer o direito do arrependimento e...