NF-e x NFC-e: você sabe a diferença?

NF-e x NFC-e: você sabe a diferença?

Se você está entrando no mundo dos negócios, conhecer bem todos os documentos fiscais é fundamental para sua empresa não ter problemas com o Fisco.

Principalmente a NF-e e NFC-e podem confundir um pouco no começo em função das siglas. Por isso, separamos as principais diferenças entre elas para que você não tenha mais dúvidas. Confira:

 

NF-e (Nota Fiscal Eletrônica)

NF-e, sigla para Nota Fiscal Eletrônica, é emitida e armazenada de maneira eletrônica e sua função é oficializar as operações de circulação de mercadorias. Por exemplo, se você comprar um produto do seu fornecedor para revender depois, junto com a mercadoria você receberá uma NF-e para oficializar essa transação.

A validade jurídica desse documento é feita pela assinatura digital. Ou seja, você precisa ter um Certificado Digital, que você consegue através de uma Autoridade Certificadora (AC). Existem várias no país, como o Serasa, por exemplo. Para encontrar, basta fazer uma breve busca na Internet para ver qual lhe interessa mais.

A Nota Fiscal Eletrônica contém informações precisas sobre seus clientes e fornecedores. Além disso, é representada por um arquivo XML e identificada unicamente pela Chave de Acesso – um número que possui 44 dígitos.

A emissão da Nota Fiscal na venda de um produto ou serviço é obrigatória, seja para transações realizadas fisicamente ou para aquelas feitas por meio eletrônico (na sua loja virtual, por exemplo). Para obter mais informações, você deve consultar a Secretaria da Fazenda – SEFAZ do seu estado.

A NF-e é apresentada da seguinte forma:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NFC-e (Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica)

NFC-e, ou Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, é o documento criado para substituir os Cupons Fiscais (ECF). Essa troca está modificando as operações de empresas do ramo de varejo em todo o país, pois é emitida apenas em operações de venda direta ao consumidor final.

Essa mudança reduz custos e obrigações do contribuinte, possibilitando o aprimoramento do controle fiscal, já que as informações de cada venda são transmitidas eletronicamente para a Secretaria da Fazenda de cada estado.

Além disso, a NFC-e permite que o consumidor confira a validade e autenticidade do documento fiscal recebido através de um QR Code* presente na impressão da nota.

*QR Code (Código QR, em português) é um código de barras bidimensional que pode ser facilmente escaneado usando a maioria dos telefones celulares equipados com câmera.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para você, enquanto lojista, fazer a emissão da NFC-e, só precisa utilizar um emissor como Cake ERP, por exemplo. Isso faz com que a sua operação seja simples e rápida.

 

Compartilhar: